Resenha #arvinha – Reveillon 2013/2014

Logo Boxixo 2014Então galera, iniciando os trabalhos de posts em definitivo, e já inaugurando a nova logomarca do Boxixo para 2014, segue abaixo a resenha sobre o reveillon 2013/2014 na #arvinha, hashtag tão comentada no face dos amigos por esses dias.

 

 

Arvinha 2013 2014

Na verdade não é beeeem uma resenha, já que não ficamos em um estabelecimento nem tampouco utilizamos serviços de terceiros (diferente do meu reveillon do ano passado em Bonito), fica mais como um registro e álbum de fotos com a descrição dos acontecimentos.

Entrada de Altônia

Entrada de Altônia de quem vem por Pérola

Enfim, cheguei na #arvinha às 08:30 de 28/12, após mais de 11 horas no busão (preferi a vir de carro porque eu estava sozinho e não queria me estressar no trânsito, fora que é bem mais barato), e já fui direto ao que interessa: descanso.

Arvinha

Cena tradicional da arvinha

Após o almoço em um tipo de hotel fazenda na região (sem fotos), à tarde fui ao Kondo Hotel onde fiquei hospedado para fazer o checkin e largar a mala. Ia fazer um parágrafo sobre ele, mas não tem muito o que comentar, exceto que (segundo ouvi falar) é o melhor da cidade, um preço bem camarada (ainda consegui um desconto para o reveillon) que acabou ficando por R$ 62,00 a diária, café da manhã incluso (não muito variado mas dá pro gasto) e quarto muito limpo, com ar condicionado e bem organizado.

Hotel Kondo

Kondo Hotel, quarto 18

À tarde, de volta à arvinha, o Capitão (aquele da Barra do Turvo) já havia chegado, carregando caixas e mais caixas de palmito recém colhidos na região, e o mais importante (para mim, pelo menos, já que não gosto de palmito): duas peças de paleta de carneiro no capricho!

Paletas de carneiro

O Capitão e suas paletas

No outro dia elas foram devidamente temperadas, assadas e devoradas pela galera como se não houvesse amanhã, como não poderia ser diferente, e como aperitivo as famosas picanhas de Altônia.

Carneiro já na churrasqueira

Constatando a qualidade do produto

Notar o latão de Quilmes na mesa, que foi trazido de caixa pelo Magoo enquanto esteve em Foz e na Argentina durante o Natal.

Aperitivos

O assador picando uma carninha pra galera

Durante o domingo todo a galera ficou na arvinha falando abobrinha e tomando cerveja. Muita cerveja.

Na segunda-feira alguns resolveram prestigiar o avô do Magoo que mora em uma localidade chamada Rio Bonito, tipo um distrito de uma cidade chamada Francisco Alves, que dá uns 60Km de Altônia.

Rio Bonito

Avenida principal de Rio Bonito

O churrasco também rolou solto por lá, bem como a cerveja.

Rio Bonito

Pai do Magoo, juntamente com o JJ

A galera passou a tarde em um bar da cidade tomando mais umas cervejas e jogando conversa fora, até que deu a hora de voltar para Altônia. Até o Maurício e o Zequinha de Itaquiraí estiveram presentes para prestigiar a #arvinha!

Arvinha

Pau torando na arvinha, com convidados até de MS

No dia da virada, o pessoal foi prestigiar um amigo do pessoal de lá, o Marcelo, que não deixou a peteca cair e mandou ver no churrasco também, com costela, picanha e muito aperitivo.

Shorras no Marcelo

Marcelo mandando bem na mini-churrasqueira

Como não existe fervo desta galera sem um bullying, o JJ presenteou o Capitão com um pote de paçoquinha, o que foi motivo de gargalhadas dos presentes (só os fortes entenderão 🙂 ).

"Não gosto é??"

“Não gosto é??” kkkkkkk

Na hora da virada, como não podia deixar de ser, quase meia cidade compareceu para prestigiar a arvinha, mesmo com o piseiro rolando solto no centro, com show de fogos e tudo mais.

Reveillon na arvinha

Galera presente no reveillon da arvinha

Mesa da ceia de reveillon

Mesa farta e muito bem organizada na ceia de reveillon

Anfitriões

Carlos e Eliete Zava, os anfitriões da festa, na moto do Capitão

Falando em anfitriões, queria aproveitar e escrever aqui mesmo no meio do texto meu agradecimento pela excepcional acolhida na arvinha e pela paciência para aturar as brincadeiras desse povo cabaço mala de Curitiba kkkkkk

Depois da virada não teve nada de mais a relatar, exceto as brincadeiras e bordões que foram surgindo no decorrer do período. Não sei se vocês repararam, mas usei com frequência o termo “prestigiar” nesse texto. “Prestigiar” significa visitar alguém normalmente não levando nada além do estômago, e de preferência sem pagar a conta 🙂

Além disso, teve o episódio do “Pode confiar: aqui é Brasil” proferido pelo JJ em um mercado da região que virou o bordão da temporada.

Falando em JJ, está sendo organizada uma luta entre ele e o Pedrão (tio do Magoo) aqui em Curitiba, com direito a octógono e tudo, que vai ser chamada de UFVB – Ultimate Fighting Véio Broxa, e já teve até primeiro round!

UFVB

UFVB entre Pedrão e JJ

No último dia de festividades (03/01) rolou um whisky com energético durante a tarde, conforme mostra o Ricardo nesta foto:

Red Label e Red Bull

Red Label e Red Bull

Como a temporada de férias já passou, mostramos aqui em primeira mão um dos raros momentos do Carlinhos trabalhando em seu whiskytório na arvinha:

Trabalhando na arvinha

Pra que ter loja se é possível trabalhar na arvinha?

Enfim, brincadeiras à parte, esta semana foi muito agradável e só temos que agradecer à família Zava pela tradicional hospitalidade e paciência.

E que venha 2014!

Anúncios
Esse post foi publicado em Fervos Los Palhêra, Turismo. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s