Tira o tubo! parte 1

Quando reformulamos o site do Boxixo em meados de 2004 tínhamos combinado que não seriam mais postadas desgraças no site. Eis que foi criada uma seção específica para postar uma notícia ou outra sobre esse tipo de coisa, chamada de “Tira o Tubo!” (veja aqui e aqui as referências para o nome). Em meados de 2007 até mesmo esta seção foi extinta do Boxixo, afinal não era nada agradável sair correndo atrás de notícia ruim (e também porque tempo era uma coisa meio escassa).

Também concordamos, ao criar este blog ano passado, que não postaríamos coisas ruins e desgraças (por esse motivo não coloquei nada sobre o tsunami no Japão), porém devido aos últimos acontecimentos no Brasil resolvi recriar a seção “Tira o Tubo!” aqui no blog e já começar postando uma notícia que vi ontem que foi a gota d’água para a criação desta seção:

Cerveja, refrigerante e água devem subir mais de 10%

Comentei ontem entre nós durante o churrasco tradicional de quinta no Lukinha que depois do plano real eu nunca vi aumentos de preços tão fortes quanto os dos últimos meses… a inflação sobe a olhos vistos, só não vê quem não quer ou tem outros interesses por trás. Um exemplo é a conta do mercado, que há cerca de 1 ano atrás eu gastava no máximo 150 reais e agora dá no mínimo uns 200ão. Outro exemplo clássico, que o Magoo quase caiu de costas, foi o preço do álcool no posto da Toaldo Túlio próximo à BR277, que pulou de 1,99 para (pasmem) 2,39, quase o mesmo preço da gasolina em outros postos (lembrando que estamos em Curitiba). Depois eu posto uma foto do posto aqui.

Mas voltando ao assunto do aumento das bebidas, a desculpa é que o governo segurou o reajuste da tabela em 2009 devido à crise mundial e coisa e tal, e que agora não tem mais jeito. Mas peraê, de 2009 pra cá a cerveja aumentou, e muito (uma antarctica subzero em 2009 custava uns 0,89 no mercado aqui em Curitiba e agora não sai por menos de 1,19); agora com esse aumento vai para 1,50!

Ontem mesmo sentimos na carne essa facada: no Sam’s Club paguei 4,88 na garrafa de 1 litro de Budweiser, cerveja argentina infinitamente melhor que as famosas Itaipava e Skol que normalmente consumimos. Depois fui em uma distribuidora e paguei 18,50 em cada caixa de Skol e Itaipava para o churrasco de ontem, sendo que o preço anterior era de 16,00 no máximo. Fazendo uma conta de papel de pão:

1 caixa de Itaipava (12 latas de 355ml) = R$ 18,50
em litros: 12 * 355ml = 4,25l

Budweiser (garrafa de 1l) = R$ 4,88
comparando com a caixa de Itaipava: 4l de Budweiser = 4 * 4,88 = R$ 19,52

Rapidamente chegamos à conclusão que por apenas 1 real a mais dá para comprar uma cerveja importada infinitamente melhor que qualquer dessas cervejas “normais”; ou seja, à partir de agora abandonamos as cervejas nacionais e vamos tomar apenas Bud em protesto a esse aumento pornográfico de preços (obviamente enquanto não subir o preço da Bud também). Já comprei 19 garrafas para meu churrasco de aniversário neste domingo.

Aproveito para postar aqui o link de um texto de 2004, revisado em 2007, que escrevi no site do Boxixo chamado Fim do Mundo, dando nossa previsão para o fim do mundo devido aos últimos acontecimentos (outra hora atualizo o texto e posto aqui na íntegra como post fixo).

Esse post foi publicado em Tira o Tubo!. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Tira o tubo! parte 1

  1. Pingback: Shorras do Gabera 2011 | Blog do Boxixo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.