Operadoras roubando créditos no 4G (para variar): como resolver

Quem me conhece sabe que tenho o mesmo número de telefone há 17 anos, desde 1999, na época da Global Telecom, que virou Vivo anos depois. O sinal da Vivo de uns tempos para cá, ao menos na região onde moro, sempre foi um lixo, e mesmo depois de muita reclamação nada mudou, portanto EU mudei (além do preço exorbitante da internet deles). Comprei um chip pré pago da TIM, que depois de alguns testes se provou MUITO melhor, tanto em termos de sinal de ligação quanto em valores de internet (ainda mais agora com esses planos de uso por dia). Fiz a portabilidade, e depois de alguns contratempos consegui o mesmo número da Vivo no plano Infinity pré-pago da TIM. Uso muito pouco a rede móvel do celular, até porque hoje em dia quase que tudo que é lugar que você vai tem wifi. Não constumo usar internet em deslocamento (na rua, ônibus, táxi, etc., não tenho esse problema de abstinência virtual), ainda mais em um plano que cobra por dia mesmo que eu use 10K de dados…

Enquanto meu celular era 3G tudo foi uma maravilha. Ocorre que uns meses atrás peguei um celular com 4G, e cerca de 1 mês atrás identifiquei acessos não autorizados à rede móvel, que naturamente cobrados MESMO COM A REDE DE DADOS DESLIGADA. Achei muito estranho os créditos estarem sumindo assim do nada, então hoje resolvi verificar com algum atendente no chat online da TIM. Fiquei tão puto com o atendimento que acabei não tirando print da tela (meu erro), mas a desculpa foi mais ou menos essa:

“Senhor, o acesso inteligente 4G, quando selecionado no aparelho, eventualmente pode fazer conexões de segundo plano sem sua permissão. Para desativar esse recurso você deve acessar as configurações de seu celular e selecionar “automático 2G/3G” ao invés de “3G/4G”.”

1- Que bom que eles avisam!

2- Acesso sem autorização É ROUBO!

Depois de fechar o chat na cara da atendente, que como sempre não ajudou em nada, procurei na internet sobre o caso, e obviamente pipocaram sites com reclamações sobre o mesmo problema. Como eu sou um cara muito gente boa, seguem 2 procedimentos fáceis de realizar no seu aparelho que devem resolver a situação (ainda não confirmei porque mexi hoje nas configurações do meu celular):

1- Crie um perfil de dados “ponto de acesso” na sua lista de APNs com um nome exemplo: “desativar”, configure um APN inválido (pode escrever qualquer coisa no endereço) e selecione esta APN. Quando for usar a internet móvel basta trocar o ponto de acesso para o de sempre (no meu caso, TIM Connect FAST) e ativar o uso de dados normalmente. Há quem diga que com esta solução nem precisa desativar a rede móvel (afinal, é inválida, então não vai debitar os créditos), mas pode reduzir o uso de bateria, entre outros.

OBS: No meu aparelho (BLU Vivo Air LTE com Android 5.0.2 (Lollipop)), a lista de APNs fica em Configurar/(redes sem fio e outras)Mais/Redes Celulares/Nomes dos Pontos de Acesso. Nesta tela clique em “+” e digite as informações inválidas. Na tela APNs, apenas selecione a rede inválida e pronto. Para voltar à rede correta quando for usar a rede móvel, basta selecionar a normal nesta mesma tela.

2- Outra opção é entrar em dados móveis e mudar de rede 3g-4g automático para rede 2g-3g automático. Quando quiser usar os dados móveis é só voltar lá e mudar novamente para 4G, já que aparentemente apenas a rede 4G tem esse problema.

OBS: No meu aparelho, essa opção fica em Configurar/(redes sem fio e outras)Mais/Redes Celulares/Tipo de Rede Preferencial. Nele aparece “2G/3G/4G”, “2G/3G”, “3G” e “2G”. Coloquei em “2G/3G”.

Segue o link do forum onde obtive as informações: Cobrança de acesso à internet móvel mesmo sem solicitação do Usuário.

Pode ser que apenas uma das duas soluções acima já seja suficiente, ou não, mas postarei atualizações assim que confirmar ou não a solução do problema.

Espero ter ajudado.

Publicado em Tira o Tubo!, Utilidade Pública | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

Da gourmetização

Segue um texto que apareceu na minha timeline hoje, compartilhado do Thiago Batista, que por sua vez compartilhou do Wellington Wella Borges Costa, que por sua vez encaminhou de um tal de Mentor Neto (sem link). Copiado sem edição.

DA GURMETIZAÇÃO

Hoje em dia, todo mundo é Chef, já notou?
O sujeito faz um ovo frito sem queimar as bordinhas e, pimba! se intitula Chef Ovofrítico.
Porque não basta ser Chef, tem que ter alguma especialidade.
Chef Orgânico. Chef Confeiteiro. Chef Churrasqueiro. Chef Fitness. Personal Chef. Chef Salsicheiro.
O estranho é que quanto mais Chefs pipocam, mais eu vejo hamburguerias abrindo.
São Paulo, pelo menos, passa por uma epidemia de hamburguerias.
Faz sanduíche e é todo tatuado? É Chef Burguer. Fato.
E todos eles juram por Le Cordon Bleu que fazem o melhor hambúrguer da cidade.
Me escapa qual é o mistério de enfiar um hambúrguer entre dois pedaços de pão.
Numa dessas que costumo frequentar, o Chef insiste que eu customize meu hambúrguer.
Customize.
– Pão com ou sem gergelim?
Oi? Que importa? Bota o cazzo da carne, o bacon e não me enche.
Se eu desse atenção para o gergelim não pesaria 130kg.
O fato é que a indústria abraçou essa idéia com unhas e dentes.
Ou melhor, dentes e mais dentes.
Nos supermercados produtos com a assinatura de Chefs semiconhecidos se multiplicam exponencialmente.
Outro dia comprei uma muçarela de nozinho assinada por um Chef.
Um Chef famoso mundialmente vende frango na TV.
Frango.
Me desculpem as galinhas, mas não precisa complicar.
O melhor frango que você pode comer é o da televisão de cachorro da padaria mais próxima, todo mundo sabe disso.
Por falar em televisão, é impressionante a quantidade de programas sobre esse assunto.
Reality Shows, documentários, programas de receitas, talk shows, Chefs calouros.
Só o Chef Gordon Ramsey – eu contei – tem quatro programas diferentes no ar.
E o pior é que nesses programas a comida é tão linda que dá fome mesmo que você tenha acabado de jantar.
Vejam, não estou tentando desmerecer essa importante profissão.
Existem Chefs realmente especiais.
Comi num desses restaurantes bacanas outro dia.
Pelo preço de uma propina de empreiteira oferecem a você um menu degustação que é um jeito bonito de tolher seu direito de escolher o que quer comer.
Os sabores são exóticos, é verdade.
Uma delicia.
O problema são os tamanhos das porções.
Porque comida boa, para mim, é comida muita.
Coisa de gordo, me permitam.
Ali fui exposto ao contágio da anorexia.
Coisas que nunca ouvi falar em porções que eu mal conseguia ver.
Inclusive tive que colocar meus óculos de leitura para enxergar o que era desenho no prato e o que era comida.
Uma gota disso.
Um aroma daquilo.
Uma emulsão. Zinha.
Ingredientes que nunca ouvi falar.
Biroca de nhumo. Limberia de punha. Jujupa de sarapatiba.
No final me deram um pernilongo caramelizado para comer.
Temi comer Zika.
Aliás, se eu quisesse comer inseto teria ido para uma pousada em Ilha Bela.
No final conclui que devem gastar mais em detergente do que em ingredientes.
Mas enfim, meu ponto é que Chefs assim merecem prestígio pela pesquisa e pela sacada de marketing.
Aí tem o extremo oposto dos restaurantes bacanas.
Os Food Trucks.
Food Truck é o facelift da van-do-tiozinho-do-dog.
E o tiozinho-do-dog, por isso, agora também é Chef.
E como ele é Chef, os preços são os mesmos dos restaurantes bacanas dos Chefs que merecem prestígio.
Isso quando o Food Truck não pertence a um Chef que merece prestígio.
Percebe a confusão?
Como se não bastasse, numa genial sacada da prefeitura, transformaram os Food Trucks numa quermesse.
Food Truck só em locais confinados.
Pense comigo: para que sair de casa para comer em pé e caro num estacionamento?
Afinal, a vantagem do Food Truck deveria ser justamente estar no meio do seu caminho e ser barato.
Por tudo isso, digo que basta.
A partir de hoje vou esquecer das Olimpíadas, da política, da corrupção para exigir o que me faz realmente feliz: pizza.
Meia muçarela, meia calabresa e na minha casa, porque sou um purista.
É um inferno ser eu.

Gourmetização

Publicado em Gastronomia, Humor | Deixe um comentário

Brexit

brexitDae povo.

Ando meio ausente do blog, mas não por falta de assunto. O problema é que não quero transformar isso aqui em um blog político, que é o “assunto do momento”, então, enquanto não surgem ideias de memes e outras coisas divertidas, vou postando coisas de forma mais esporádica.

O assunto desta semana é o tal de “brexit”, que é a saída da Inglaterra da União Europeia, decidida por vontade popular via plebiscito, e criei este post para divulgar um link que achei bem relevante sobre o assunto, escrito pelo Flavio Morgenstern, que voces podem ler clicando aqui.

Já adianto que não tenho opinião formada sobre o assunto e nem tampouco entendo de economia internacional e comércio exterior, diferente de alguns “especialistas de internet” por aí…

Publicado em Utilidade Pública | Deixe um comentário

Dica de livros

Nos últimos meses li dois livros que estavam na lista faziam algum tempo, “1984” e “Jogador Número 1”, os quais recomendo fortemente.

Vou tentar fazer um pequeno resumo dos dois, sem spoilers, obviamente, começando pelo mais novo.

Jogador Número 1

Jogador Número 1 foi escrito por Ernest Cline em 2011, e não por coincidência já tem até data de lançamento do filme, que será dirigido por ninguém menos que Steven Spielberg.

A narrativa se passa no ano de 2044, em um planeta Terra devastado, decadente e com escassos recursos naturais, mas com muita tecnologia, onde existe um sistema de realidade virtual chamado OASIS no qual a população passa a maior parte do tempo para esquecer os problemas da vida real. As coisas começam a ficar agitadas quando o dono do sistema (Halliday) morre e lança um desafio: quem localizar o easter egg dentro do jogo será o herdeiro do sistema e de toda sua fortuna. Aí começa a “Caça”, e todos os usuários do sistema estão habilitados a conseguir o tão sonhado ovo. Acontece que Halliday era um aficcionado pela cultura POP americana dos anos 70 e 80, então o livro é abarrotado de referências a essa época, desde filmes bem conhecidos (clássicos da época) passando por filmes obscuros, atores, músicas e compositores de diversos estilos musicais, e principalmente jogos de videogame antigos. Muitos jogos. A caça começa a ficar monótona a partir do momento em que ninguém consegue decifrar as pistas deixadas por Halliday, até que um jovem chamado Wade, com seu avatar no OASIS chamado Parzival, consegue descobrir a localização da primeira das três chaves que desbloqueiam o ovo, e a Caça ganha novo fôlego até que o ovo é finalmente encontrado.

1984

1984 é um livro de George Orwell publicado em 1949, que narra o dia-a-dia de um cidadão comum em um 1984 “futurista” (o livro foi terminado em 1948, pós Segunda Guerra Mundial) em um mundo distópico e seguindo uma visão extremamente pessimista de futuro, no qual a humanidade é controlada por uma força superior denominada “O Grande Irmão” (Big Brother – não por acaso), que não passa de um sistema de governo totalitário. As coisas começam a se complicar para o protagonista (Winston) quando ele se revolta contra o sistema analisando suas atividades diárias, que basicamente resumem-se em alterar documentos vigentes para versões otimistas e mentirosas manipuladas pelo governo para fazer parecer que o passado nunca existiu. Nem precisa dizer que ele paga muito caro por isso.

Se for considerar as datas, os dois livros tratam mais ou menos da mesma época (já que “Jogador Número 1” passa muito mais tempo no sistema OASIS recriado para parecer com os anos 80), mas enquanto o primeiro foi escrito em 2011 retratando o ano de 2044 e recriando os anos 80 verdadeiro (passados), o segundo foi escrito em 1948 imaginando como seria o ano de 1984 na visão do autor, o que sabemos que não passou nem perto (felizmente), não literalmente, apesar de possuir diversas referências verdadeiras, ainda que a nível subliminar. Ambos são ótimas leituras, mas o primeiro é uma aventura otimista, enquanto o segundo é uma narrativa pessimista.

Publicado em Utilidade Pública | Marcado com , , , , , , , | Deixe um comentário

Mórbida semelhança 8

Faz tempo que não posto nada aqui, muito menos sobre política, mas esse não tive como evitar…

Separados ao nascer

Fonte

* Só que as piadas desse cara não têm graça nenhuma…

Publicado em Mórbida Semelhança | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

Dura Realidade

Caixas de mercado
* Precisava postar essa imagem antes que eu perdesse, de novo… kkkk
Publicado em Humor | Marcado com , , | Deixe um comentário

Novo corte de carne?

Alguém aqui conhece esse novo tipo de corte, “pensopado”? kkkkkkkkkk

Pensopado?

* Tomara que preste pelo menos! huahuahuhua
Publicado em Humor, Ortografia | Marcado com , , , | Deixe um comentário

Resolvendo o problema 2

Marketing

* Mais uma vez, parece tão fácil…

Publicado em Humor | Marcado com , , | Deixe um comentário

Voltamos!

Antes de mais nada, desejo a todos um feliz 2016 repleto de realizações!

Ao invés de pedir desculpas pela demora no reinício das postagens, vamos direto a algumas fotos que tirei em Balneário Camboriú durante minhas férias logo depois do reveillon. Vou colocar meio diretão aqui porque foi uma estadia curta (apenas 3 dias) e também porque o local é bem próximo daqui de Curitiba, não se trata de um evento único. Vou colocar apenas pequenas descrições embaixo de cada foto para que quem não conhece possa identificar o local caso vá para lá.

Apenas uma curta descrição do local: Baln. Camboriú é a primeira praia passando Penha, que é onde fica o Beto Carrero World (post não patrocinado) e Itajaí, indo pela BR101 (376) sentido Florianópolis, e logo antes de Itapema e do Morro do Boi. É uma praia conhecida pela quantidade de gringos argentinos que frequentam o local, que costumam lotar a cidade e os hotéis, especialmente entre o reveillon e o carnaval.

Enfim, vamos às fotos:

Panorâmica de Camboriú

Panorâmica de Camboriú no mirante sentido Laranjeiras

Panorâmica de Camboriú

Outra panorâmica de Camboriú

Taquarinhas

Panorâmica da praia de Taquarinhas em outro mirante

Laranjeiras

Panorâmica da praia de Laranjeiras tirada do mirante do parque Unipraias

Laranjeiras

Outra panorâmica da praia de Laranjeiras

Camboriú

Vista de Camboriú para o morro que leva ao parque Unipraias

Camboriú

Vista de Camboriú para a entrada do parque Unipraias

Estaleirinho

Praia do Estaleirinho, ponta oposta ao Sky Lounge

Estaleirinho

Praia do Estaleirinho, ponta oposta ao Sky Lounge (tirada sentido Estaleiro)

Estaleirinho

Praia do Estaleirinho, ponta do Sky Lounge

E até a próxima viagem!

Publicado em Fervos Los Palhêra, Turismo | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

Recesso 2016

Reveillon 2016

Então galera, eis que mais um ano está praticamente terminando e outro está começando (que criativo kkk)… mais um ano de conquistas, realizações, superações, decepções, etc, etc, e toda aquela ladainha que ouvimos nessa época.

Enfim, o Boxixo vai entrar de recesso a partir de hoje, apenas com posts eventuais até o ano que vem, então já desejamos a todos um feliz 2016, que este ano seja de mudanças e realizações na vida de todos.

FELIZ 2016!

Publicado em Outros | Deixe um comentário